Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 32

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 36

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 43

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 39

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 41
/home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 63
https://www.rikaryo.com.br/');" >

Prefeito de Iguatu tem bens bloqueados pela justiça federal

Foto:DivulgaçãoO prefeito de Iguatu, Agenor Neto (PMDB) foi comunicado oficialmente pela justiça que teve todos os seus bens e valores de propriedade seqüestrados e indisponibilizados pela Justiça Federal.

Os valores indisponibilizados são no valor de R$ 3,067 milhões de reais. Segundo cita o processo, o valor será para assegurar o pagamento por danos ao erário nas obras do aterro sanitário, obras de pavimentação com recursos da FUNASA não executadas e faturadas.

Esta liminar será uma garantia efetiva ao resultado da ação de improbidade administrativa. Já foram acionadas todas as estruturas estatais impedindo a movimentação de valores bancários (bloqueio no Banco Central); de automóveis (bloqueio no DETRAN) e de imóveis (bloqueio no cartório de registro de imóveis de Iguatu) e na Receita Federal (de restituições e declarações de bens e valores).

Para entender
Improbidade Administrativa

O termo pode ser definido como qualquer ato praticado por administrador público contrário à moral e à lei. Entre os atos de improbidade estão o enriquecimento ilegal, o superfaturamento, a lesão aos cofres públicos, o "tráfico de influência" e o favorecimento.

Possível desfecho

Após a juntada de provas, serão feitas alegações finais, onde o MP e os acusados farão uma última defesa de seus argumentos, com base nas provas, e o processo segue para julgamento. Até lá haverá uma natural demora, tendo em vista a complexidade do caso, embora esteja bem esclarecido o desvio pelas informações dadas pela FUNASA, Controladoria Geral da União e o Inquérito da Polícia Federal.

Clique e veja aqui o documento expedido pela justiça

Fonte: MaisFM.com e Iguatu.org