Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 32

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 36

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 43

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 39

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 41
/home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 63
https://www.rikaryo.com.br/');" >

Herdeiro do Demóstenes e a falência da Ética

Foto:IstoÉO deputado José Antonio Reguffe (PDT-DF), outro "cavaleiro da moralidade", que fez da honestidade profissão e vive dizendo que está acima de qualquer suspeita, que é ético, que é impoluto e outras cascatas é tema da Revista Isto É, na sessão Brasil confidencial, que começou a falar da "falência da Ética" já que após a decepção com Demóstenes Torres (DEM/PFL-GO), o cotado para ser governador de Brasília em 2014, Antonio Reguffe, teve seu lixo escancarado : funcionário fantasma do Senado, nomeado por ato secreto de Agaciel Maia *(PTC) em 1998, e outro ato secreto, Reguffe ganhou cargo no gabinete do tio e senador Sérgio Machado (PSDB-CE).

O deputado precisa explicar o passado nebuloso e também como quitou os débitos eleitorais sem tirar um centavo do bolso.

A pergunta é, quem mais pousava de santinho e no final das contas tem o passado borrado? Fique de olho eleitor, a bobeira está sendo coletiva.

*PTC (Partido Trabalhista Cristão) é o antigo PRN (Partido da Reconstrução Nacional) do ex-presidente impitimado, Fernando Color de Mello.