Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 32

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 36

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 43

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 39

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 41
/home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 63
https://www.rikaryo.com.br/');" >

Ficha Limpa pega Ciro e Anibal Gomes, Arnom Bezerra e Manoel Salviano

Foto:DivulgaçãoAos pouco a lista de candidato que devem alguma coisa a sociedade vai aparecendo. Nos últimos dias vários deputados cearenses foram citados em processos como corrupção ativa, lavagem de dinheiro, improbidade administrativa entre outras. Na manhã dessa segunda-feira, 07/06, o site do congresso em Foco afirmou que mais três processos no Supremo Tribunal Federal (STF) foram abertos contra os deputados Ciro Gomes (PSB), Arnon Bezerra (PTB) e Manoel Salviano (PSDB), que já eram alvos de outras ações, além do que já estavam sendo processados, Aníbal Gomes (PMDB), Pe. José Linhares (PP), Léo Alcântara (PR) e José Gerardo Arruda (PMDB)

, esse último responde a processos de corrupção desde o tempo que foi prefeito de Caucaia em 1988.

Os deputados cearenses foram alvos de novas ações por crime eleitoral, injúria e apropriação indébita e só poderão ser enquadrados pelo Ficha Limpa, ficando inelegíveis, caso tenham os processos julgados e venham a ser condenados antes das eleições, em outubro.

Os novos processos foram abertos enquanto o projeto de iniciativa popular Ficha Limpa tramitava na Câmara. Segundo a reportagem do Congresso em Foco, a média do número de investigações abertas contra deputados e senadores pelo Supremo nesse período supera os quatro meses anteriores ao Ficha Limpa. A média mensal de processos abertos passou de 10 para 12.

A assessoria de Ciro Gomes disse que o deputado já tomou conhecimento dos processos, mas ainda não foi notificado. “Ao receber notificação, ele vai recorrer”, informou, acrescentando que “os crimes dos quais o deputado está sendo acusado (crime eleitoral e injúria) não entram nem no Ficha Limpa”. O tipo de crime eleitoral pelo qual Ciro responde não é especificado pelo STF. Crimes como abuso de poder econômico, gasto ilícito de recursos de campanha e compra de voto são previstos pelo Ficha Limpa como causadores de inelegibilidade, em caso de condenação.

Arnon Bezerra, acusado de crime eleitoral, disse que não sabia da existência do novo processo contra ele, mas argumentou que “ninguém está livre de receber qualquer acusação, mas eu nunca fui condenado a nada e não tenho nada a temer”. O deputado disse ainda que considera projeto Ficha Limpa “desnecessário por parte do Congresso” e diz que o “povo é que tem o direito de escolher em quem vota ou não”.

O deputado Manoel Salviano afirmou não ser o responsável pelo processo de apropriação indébita da previdência, pelo qual ele responde. O processo faz parte da acusação contra a empresa Farmace Indústria Químico-Farmacêutica Limitada, da qual é sócio. “Me afastei da administração da empresa desde 2000”. Apesar de se dizer afastado, Salviano deu entrevista, em janeiro deste ano, ao site www.miseria.com.br, falando em nome da empresa sobre projeto farmacêutico a ser instalado no Cariri.

 

Fonte: Câmara em Foco-DF e Jornal O Povo