Convenção do PDT de Iguatu confirma Ednaldo para prefeito

Na noite dessa quinta-feira, 28/07, aconteceu no Clube Recreativo Iguatuense (CRI) a convenção eleitoral do PDT que apontou a chapa para disputar a prefeitura de Iguatu. Os nomes confirmados foram do atual vice-prefeito Ednaldo Lavor e do advogado Marcos Sobreira.

O momento contou com as presenças do ex-governador Cid Gomes (PDT), da deputada Mirian Sobreira (PDT), de vários prefeitos (Quixelô, Catarina, Lavras da Mangabeira e Sobral) e de aproximadamente 70 candidatos a vereador dos partidos que compõe o bloco de alianças "Juntos somos mais fortes".

As presenças do governador Camilo Santana (PT) e do deputado federal José Nobre Guimarães (PT), que estava confirmada não foi possível por conta da convenção em Quixadá do petista Ilário Marques e de lá ambos foram participar do velório do prefeito de Nova Olinda, Ronaldo Sampaio (PDT).

As galerias do Cri ficaram lotadas de populares e obteve um publico em média de cinco mil pessoas.

Ednaldo é confirmado como candidato a prefeito pelo PDT de Iguatu
Cid Gomes (PDT)

Nas falas pode-se destacar a do ex-governado, Cid, que cobrou honestidade da maquina local que só assume as coisas "boas", as ruins coloca sempre culpas nos outros “é melhor um não sincero que um sim falso” disse Cid que completou “Não foi eu quem definiu as macrorregiões, foi que era deputado na epoca (referindo-se a Agenor Neto - PMDB), o Hospital Regional de Iguatu é um hospital municipal e não regional como eles afirmam, e cabe a eles assumiram a péssima administração dos recursos da saúde. O hospital Regional do Cariri e Centro Sul é que atende essa região e já foram mais de 2.5 milhões de atendimentos e com certeza muitos iguatuenses fazem parte desses atendimentos, eles tem que para de dizer mentira e deixar de ser picareta com o povo”, falou Cid.

Ednaldo é confirmado como candidato a prefeito pelo PDT de Iguatu
O evento contou com muitas pessoas e lideranças do Iguatu e região

O candidato a vice Marcos fez seu primeiro discurso e sustentou a fala de oposição a administração local com muita clareza. Ednaldo também fez sua fala de oposição e esclareceu a frustação de ser vice-prefeito em uma gestão que nem o prefeito eleito manda “fiz minha carreira política mostrando serviço, fui presidente de sindicato, mobilizei associação, fui vereador e presidente de câmara e quando assumi a responsabilidade de ser vice-prefeito do Iguatu me veio a surpresa depois de empossado, quando descobri que não podia fazer nada porque o ex-prefeito não deixava e hoje o povo de Iguatu vive sem prefeito e por isso me formalizei oposição para fazer o bem ao povo do Iguatu e tirar a cidade só do concreto”, afirmou Lavor.

1000 Letras Restantes