Áudio de Sérgio Machado confirma armação do ‪PMDB‬ para barrar operação ‪Lava Jato

Ex-presidente da Transpetro relatou em delação premiada que o próprio Romero Jucá, que caiu do governo após ser gravado por Sérgio Machado dizendo que era preciso “estancar essa sangria”, em referência à Operação Lava Jato, confidenciou-lhe “sobre tratativas com o PSDB nesse sentido facilitadas pelo receio de todos os políticos com as implicações” da investigação; o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), também teria mencionado a ele estratégias para tentar barrar a operação; no áudio em que os dois falam do “pacto de Caxias”, Machado esclarece que estavam se referindo a alternativas legislativas que possibilitassem, concretamente, alguma “anistia ou clemência” aos políticos investigados; Renan teria deixado claro, de acordo com o ex-senador, que ele seria a “esperança única” do PSDB para tomar as medidas que poderiam impedir os avanços da operação.

Escute o áudio de quase 20 minutos da conversa entre Machado e Renan

O tal pacto de Caxias parece remeter a um dos episódios mais emblemáticos de corporativismo parlamentar da história brasileira. Trata-se de um evento que envolveu o ex-deputado Tenório Cavalcanti. Também conhecido como "O Homem da Capa Preta", que acabou inspirando o filme de mesmo nome. O grau de periculosidade de sua excelência era tal que a referida capa era usada para esconder uma submetralhadora MP-40 de fabricação alemã, similar às usadas por soldados nazistas durante a segunda guerra mundial, apelidada de Lurdinha.

assista ao filme "O homem da capa preta" aqui!