Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 32

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 36

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/com_content/article/default.php on line 43

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 39

Warning: Attempt to read property "image_fulltext" on null in /home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 41
/home/krmp/rikaryo.com.br/templates/ja_blockk/html/mod_jacontentlisting/details/default-03/index.php on line 63
https://www.rikaryo.com.br/');" >

Aércio contra a austeridade

Foto:Divulgação

Fato é, o senador tucano Aécio Neves não tem se preocupado com as contas do Brasil, pra falar a verdade ele não esta nem aí, e em troca ganha o amedrontamento e pensamentos apocalípticos das pessoas.

Apesar de pregar austeridade com o dinheiro público, o pré-candidato do PSDB à Presidência atua no Congresso a favor de projetos com elevado impacto fiscal.

Na última terça-feira, 12/11, ele defendeu proposta que aumenta a parcela destinada pela União ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A medida implica em gasto extra de verba federal da ordem de 6,1 bilhões de reais.

O tucano também liderou articulação a favor de uma emenda, na PEC do Orçamento Impositivo, que poderia provocar desequilíbrio fiscal na área da saúde. Lembrando que o governo já havia assegurado acréscimo de 64 bilhões de reais para o setor até 2018. A emenda, que elevaria os gastos em 128 bilhões de reais e que iria descontrolar as finanças públicas, acabou derrotada.

É como se Aécio se agarrasse no bordão da velha política: “Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”.