Absurdo: Revista Veja mata Eduardo Campos pela segunda vez

Na boa, na edição da semana passada a Revista Veja atingiu o que chamamos de mais baixo lixo editorial, ao colocar como verdade absoluta o vazamento não confirmado da delação premiada ao Ministério Publico do ex-consultor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e entre os nomes estaria o do ex-governador de Pernambuco.

Os mais observadores e leitores que analisam a Veja, a publicação simplesmente se acostumou a jogar o nome das pessoas no ralo, podemos citar varias pessoas perseguidas pela revista que se coloca acima dos trés poderes ou como um quarto poder, tardiamente a maldade volta sem muito efeito, como os ex-ministros da Secretaria de Comunicação, Luiz Gushiken (PT-SP) e do Esporte, Orlando Silva (PC do B-SP), ambos inocentados por falta de provas que não foram apresentadas pela publicação que teve que pagar depois de alguns anos indenização por danos morais, porém a nossa lei favorece que ela façam isso! E você leitor patrocina esses absurdos.

O Pior é ver gente estudada pactuando com o editorial criminoso e sem escrúpulos de uma revista que serve diretamente as elites, a mesma elite que quer lucrar com o sangue dos trabalhadores!

Sou eleitor e apoiador da Dilma e sei o desastre que a Marina se tornou pelas propostas vazias e ameaçadoras que tem em seu plano de governo copiado da internet e dos bancos a sua volta, e tem a pergunta que você deve se fazer "Se Marina tinha tanto voto, porque Eduardo não deixou ela ser cabeça de chapa e não permitia participação dos bancos que a apoiam ela?", mas é necessário o respeito a vida e a dor que foi a perca do Eduardo Campos para todo o estado de Pernambuco, amigos e familiares do ex-governador.

A nossa democracia e republica precisa amadurecer na cabeças das pessoas e tenhamos a convicção que até que se apure e puna qualquer envolvido em qualquer tipo de esquema, seja Petrobras (que é centro de apelação politica de 4 em 4 anos) ou Metro de SP (que é real e não tem destaque na imprensa) é necessário provas e julgamento, até então fazer como a Veja faz, formar opinião e condenar baseado em especulação foge ao bom senso de qualquer ser humano que tenho o minimo de decência!

Leia no Diário do Centro do Mundo: Revista Veja: A segunda morte de Eduardo Campos