Uma semana das urnas, Iguatu vive intensificação das campanhas

Nitidamente as campanhas eleitorais entraram na última semana da disputa e aumentaram o tom e militância fica inflamada.

As jogadas de marketing eleitoral deram uma ampliada de qualidade e se combatem e junto a isso tudo vem uma campanha contra que acaba gerando desinformação que promove uma falta de foco político junto ao eleitorado, que esquece da importância do período que é identificar boas propostas e afastar o candidato que toda eleição só promete e não cumpre.

O Iguatu por exemplo vive na contra mão da politica de desenvolvimento, no caso do emprego que é uma cobrança forte do eleitorado nos faz lembrar que a cidade é conhecida como "pedagista" e ruim para se fazer negócios. O ganhador das eleições no Iguatu terá a obrigação de gerar empregos, política que não vem sendo feita a cerca de 12 anos pelo atual bloco que comanda a cidade.

Nessa eleição existe um perfil particular do eleitorado iguatuense, ele não quer saber se você coloca asfalto na rua dele, calçamento ou promete fazer algo que não interfira diretamente na vida dele dentro de casa. A falta de visão da atual gestão tornou a vida do Iguatu mais desafiadora, o dono ou dona de casa, esta desempregado (a) e as fontes de emprego que já existiam "o comércio" foram sucateadas pela opressão e falta de incentivo fiscal, e não adianta colocar culpa em crise econômica.

O candidato que valorizar a vida das pessoas de verdade, ganha o voto ao olhar no olho, que vai contra a maquina de compra de votos que existe e ganha aquele eleitor que não tem a capacidade de saber que seu voto é decisivo para a melhoria da sua própria vida. Pensa soluções mais simples para os mais diversos problemas do município será o dinamismo que o próximo prefeito que depois de muito muito tempo vai ter que trabalhar sem pensar na própria reeleição.

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar