Todo dia é 11 de setembro nos países invadidos pelos Estados Unidos

Hoje no 11 de setembro a idolatria no jornalismo da TV, impressa e online, referente ao atentado ocorrido nos Estados Unidos que resultou na queda das Torres Gêmeas e na morte de muitas pessoas parece que foi o único acontecimento trágico do mundo, pior, sempre colocando os norte americanos como vitimas coitadinhos.

A verdade e que temos vários 11 de setembro, o do Chile na década de 1970 que morreu milhares de pessoas em um bombardeio financiado pelo USA que tomou a democracia no sangue. Vamos lembrando de mais fatos históricos obscuros e ressaltar que mais de 90% de todas as guerras da era moderna, quando não são financiadas, são realizadas diretamente pelos americanos que atingem um saldo de milhares de mortos. A nação da liberdade e democracia baseada em dinheiro se coloca acima da razão, você precisa refletir nisso e lembrar que as armas que fazem assassinos cruéis como Israel que continuar matando Palestinos e sírios, a guerra do Vietnã (que foi perdida pelos EUA), matou e estuprou milhares de mulheres e crianças, da Bomba atômica lançada no Japão, da guerra fria entre USA e Rússia que embargou Cuba por mais de 50 anos, da guerra do petróleo no Iraque (nunca foi por liberdade) e atualmente o alvo é a América latina (considerado o maior bloco de esquerda do mundo) tem sofrido atentados na sua democracia para derrubar Brasil e Venezuela, que hoje estão entre as maiores fontes de petróleo do mundo e os organismos de inteligência americanos estão fazendo de tudo para forçar que os governos privatizem suas fontes.

O trágico disso tudo é a influencia do “ter” superar a “vida” das pessoas que estão sendo educadas fortemente pela falsa democracia dos americanos com o método de proliferação via meios de comunicação neoliberais, aqui no Brasil, por exemplo, nove dos principais meios de comunicação pertencem a cinco famílias neoliberais que financiam golpes com informações que possuem mensagens subliminares de ódio contra a esquerda política, machistas, racistas, fascista e difamatórias sem provas, fazem que o “analfabeto funcional” se torne o “idiota midiático” que deriva do termo “coxinha” (que é aquela pessoa que reclama sem saber por que, e se intitula sem partido, dono da verdade intolerante absoluta e defende o conservadorismo extremo da classe rica sem se dar conta que é pobre”.

Por isso meus caros leitores, reflita e sinta vergonha ao ver ou colocar um boné, camiseta ou qualquer outra coisa e objeto ilustrando uma bandeira norte americana, (até porque sua bandeira é a do Brasil, use mais ela no seu dia a dia), ou você vai continuar se passando por ignorante e gado em curral eleitoral do assassino capitalista “Tio Sam”? Lembre-se que o "capitalismo selvagem" existe e é pregado como solução absoluta de problemas, nem que para isso você seja a mercadoria de consumo material ou da morte.

Leituras recomendadas:

Regimes patrocinados pela CIA
Guerra dos EUA contra o montro que ele mesmo criou
Na “Guerra ao Terror”, os EUA financiam esquadrões da morte no Quênia

Imagem: Abd Doumany/AFP

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar